F. Veiros Fotos Net - 02.jpg

Património

Em 1947, nasceu a Fundação A. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, com o objetivo de “acolher e educar raparigas pobres da região.” Hoje, a Fundação constitui-se como uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), a obedecer aos mesmos princípios que regeram a sua criação, por testamento de D. Maria Francisca de Borges Coutinho de Lencastre, Condessa de Cuba. A Fundação desenvolve a sua atividade a partir da sede em Veiros, Alentejo.

A Fundação, inicialmente instalada no interior do Castelo de Veiros, escolheu como missão o acolhimento de crianças em situação de risco. Ao longo deste caminho desenvolveu-se em diversas fases, desde o Internato entregue a uma congregação religiosa, até à situação atual com uma gestão profissional ao abrigo de acordos com a Segurança Social.

Missão

Acolher e contribuir para a criação de condições e oportunidades, que possibilitem o desenvolvimento pessoal de crianças e jovens em situação de risco ou carência social.

Missão
Castelo de Veiros

Numa viagem pela história de Veiros, todos os caminhos vão dar a Roma, à presença demarcada do Império Romano na região, outrora conhecida como Valerius. O império ruiu, manteve-se firme uma amostra de civilização, um castelo no meio da vila, entretanto como base para o resistente povo árabe. Em 1217, D. Afonso II, acompanhado pelos cavaleiros de Aviz, tomam de assalto o castelo, e fazem da vila de Veiros parte de Portugal, e ainda, mais um território alentejano na regência da Ordem de Aviz. Além da construção da fortaleza, a próxima centena de anos no castelo seria recordada por um episódio singelo, o nascimento de D. Afonso, filho bastardo do Mestre de Aviz, D. João I, segundo consta, consequência de uma paixão repentina por uma beleza local. As Guerras da Restauração foram o último sangue derramado no castelo de Veiros. 

Em 1878, a Câmara Municipal de Fronteira vende o castelo a Francisco Xavier Franco, que por sua vez vende, vinte anos depois, ao Marquês da Praia e Monforte, António Borges de Medeiros Dias da Câmara e Sousa. A Condessa de Cuba, reconhecida filantropa, deixa por herança o castelo como parte do património para a Fundação A. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 

Castelo de Veiros
Castelo de Veiros

press to zoom
Capela Nª Srª da Conceição
Capela Nª Srª da Conceição

press to zoom
Antigo Selo da Fundação
Antigo Selo da Fundação

press to zoom
Castelo de Veiros
Castelo de Veiros

press to zoom
1/7